Quadrilha é presa em Itaperuna

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Redação Rio Alerta


Quatro mulheres e dois homens foram presos na cidade de Itaperuna, no domingo, após operação do 29º BPM (Itaperuna). 


Os policiais militares chegaram à casa em que o grupo estava, onde funcionava um centro de preparo de drogas, na Rua Olavo Bilac, no bairro Capelinha. 

No local, foram apreendidos, entre outras coisas, 1.161 buchas de maconha, 3.526 pinos de cocaína, 468 papelotes de cocaína, uma balança de precisão e uma arma calibre 38.
Leia Mais....

Motoristas de ônibus ameaçam paralisação por tempo indeterminado

domingo, 20 de maio de 2018

Redação Rio Alerta


Insatisfeitos com a falta de reajuste salarial e com atrasos no pagamento do ano passado, o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro ameaçam paralisar o serviço por tempo indeterminado. 


Segundo o presidente do Sintraturb, Sebastião José, um abaixo assinado cobrando dos empresários do setor o cumprimento de um acordo firmado no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em fevereiro já tem 12 mil assinaturas. 

"Esperávamos resolver esse impasse do dissídio salarial de 2017 na última audiência no TRT, mas infelizmente a falta de vontade dos representantes do setor é cada vez mais notória. 

Eles não estão preocupados com a categoria e nem com as consequências que isso pode trazer para a população, já que a insatisfação e descrédito dos motoristas e cobradores com o patronal é cada vez maior", ponderou Sebastião. 

"Em todo todo esse tempo de sindicalismo nunca a categoria ficou com mais de 2 anos sem reajuste e, dependendo do resultado da assembleia, existe sim a possibilidade de uma paralisação geral e por tempo indeterminado", acrescentou o presidente do Sintraturb, que explicou que a categoria pede aumento de 10% no salário, cesta básica e plano de saúde.

No próximo dia 4, o sindicato vai realizar uma assembleia geral em sua sede buscando resolver as questões. Outro problema em pauta é a dupla função, em que o motorista exerce também a função de cobrador. 
Em dezembro do ano passado, o prefeito Marcelo Crivella sancionou uma lei que proíbe a dupla função, mas o sindicato reclama da falta de regulamentação.
"Ficamos sem entender o porque da demora mesmo depois da lei ter sido aprovada na Câmara Municipal, o prefeito demorou tanto para regulamentá-la; com isso os empresários tiveram tempo para entrar na justiça e suspender a lei. 
Na nossa opinião, o prefeito falhou em não cumprir sua própria decisão", explicou Sebastião José.
Leia Mais....

Ação remove 44 boxes irregulares na Uruguaiana

Boxes eram construídos ilegalmente e vendidos de forma fraudulenta

Redação Rio Alerta


Uma ação de ordenamento urbano, demoliu, na manhã deste domingo, 44 boxes irregulares no Mercado Popular da Uruguaiana. 


A ação, em conjunto com a Polícia Militar, durou seis horas. 

Os boxes irregulares foram interditados em abril, por não possuírem alvará e estarem construídos ilegalmente em área pública. Há a suspeita de envolvimento da milícia. 

Segundo a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), os locais já haviam sido interditado diversas vezes, mas as ordens de interdição dos fiscais vinham sendo reiteradamente descumpridas pelos comerciantes. 

Os boxes eram construídos ilegalmente e vendidos de forma fraudulenta, os valores podem ter chegado a R$ 3 milhões.

A remoção contou com o apoio de 70 agentes, entre fiscais, policiais militares, guardas municipais e servidores da secretaria de conservação e da light, além de três caminhões, 10 viaturas e uma retroescavadeira.
De acordo com o Coordenador da CLF, a Prefeitura cumpriu seu papel e garantiu a ordem pública e as condições de trabalho para os comerciantes da região. 
"Uma área importante foi devolvida aos milhares de pedestres que passam por ali diariamente", completou.
Na próxima semana a Prefeitura irá publicar um chamado para o recadastramento dos comerciantes regularizados que ocupam as quatro quadras do Mercado Popular. A previsão é de que o trabalho seja concluído em até 30 dias.
Leia Mais....

Prefeitura do Rio recolhe mais de 4,5 toneladas de mercadoria ilegal em Acari


Redação Rio Alerta


A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) coordenou, na manhã deste domingo, uma operação conjunta com a Prefeitura do Rio e a Polícia Militar na Feira Livre de Acari, Zona Norte do Rio. A ação busca coibir o comércio ilegal na região. 


Foram apreendidos mais de quatro toneladas de bancos, pneus e outras peças de carros sem nota fiscal. 

Fiscais apreenderam, ainda, diversos materiais comercializados irregularmente como, como 393 materiais elétricos, 53 pneus usados e diversos produtos alimentícios. 

Todos os produtos passarão por uma perícia para verificação da procedência. 

A Vigilância Sanitária também recolheu cerca de 750 kg de produtos impróprios para consumo. Durante a operação, foram removidos três veículos por estacionamento irregular.
Leia Mais....

PM é baleado durante tentativa de assalto em Nova Iguaçu


Redação Rio Alerta


Um policial militar foi baleado, na tarde deste domingo, na Avenida Araguaia, no bairro Moquetá, Nova Iguaçu, Região Metropolitana do Rio. 


De acordo com o 20º BPM (Mesquita), o policial foi atingido duas vezes em uma tentativa de assalto. 

Ainda de acordo com a PM, os disparos atingiram o braço e o abdômen do agente. 

Ele foi socorrido para o Hospital da Posse, está consciente e fora de perigo.
Leia Mais....

Após chuva forte, Rio tem domingo estável

Árvore caída na Rua Silveira Sampaio, na Ilha do Governador

Redação Rio Alerta


O município do Rio voltou a registrar chuva forte na madrugada e início deste domingo em alguns bairros do Rio. Na Zona Sul, foram registrados ventos de 50.8 km/h em Copacabana. 

A Marinha do Brasil emitiu aviso de ressaca com ondas de até três metros até terça-feira. O tempo fica estável neste domingo e o sol voltou a aparecer na cidade.

Devido aos fortes ventos, diversos bairros sofreram com alagamentos e falta de luz. 

Uma árvore caiu na Rua Silveira Sampaio, na Ilha do Governador. Segundo um morador, até às 10h a rua permanecia sem luz. 

Outros bairros como Tijuca, Jardim Botânico e Santa Teresa registraram quedas de árvores. Até o momento, não há informações de feridos. 

Também choveu em outras cidades como Niterói e regiões Serrana e Baixada Fluminense. 

Segundo o Sistema Alerta Rio, com o afastamento da frente fria, o tempo volta a ficar estável neste domingo. O dia permanecerá com o céu parcialmente nublado, mas não há previsão de chuva. Os ventos estarão com intensidade moderada a forte. 

A mínima prevista é de 16ºC e a máxima de 26º C.
Leia Mais....

Sete suspeitos morrem no Rio durante operações do Exército

Armas e drogas foram apreendidas durante operação

Fonte: R7

Sete suspeitos morreram no sábado (19) em consequência de operações promovidas pelo Exército e pelas Polícias fluminenses em mais de dez comunidades das zonas oeste e norte do Rio. 

Um dos mortos é Sérgio Luiz da Silva Júnior, o Da Russa, que comandava o tráfico no Morro São José Operário, na Praça Seca, e era apontado como um dos responsáveis pelo estupro coletivo de uma adolescente há dois anos. 

Pelo menos 19 supostos criminosos foram presos, e três menores, apreendidos. 

Para as ações policiais, a estrada Grajaú-Jacarepaguá foi interditada a veículos no início da manhã. 

Segundo o COR (Centro de Operações Rio), a via foi aberta ao tráfego por volta das 14h50.

O ataque ao bando de Da Russa começou nas comunidades de São José Operário (também conhecida como Morro da Barão), Bateau Mouche, Caixa D'Água, Chacrinha, Mato Alto, Covanca e Pendura-Saia - todas em torno da Praça Seca, na zona oeste. 
A região é disputada por traficantes e milicianos, com confrontos armados à bala, diários, nas ruas, a qualquer hora. Segundo o serviço Fogo Cruzado, foi a área que registrou mais tiroteios - 100 - de 16 de fevereiro a 15 de maio, primeiros três meses da intervenção federal na segurança.
As favelas começaram a ser cercadas e ocupadas por volta das 22h30 da sexta-feira (18). A iniciativa envolveu 2.800 militares das Forças Armadas, 300 PMs e 240 policiais civis.
De acordo com a Polícia Militar, agentes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) que vasculhava a região encontraram, já na madrugada deste sábado, criminosos armados nas matas dos morros da Barão e Bateau Mouche. 
Houve tiroteio, e os agentes recolheram três fuzis deixados pelos suspeitos. Sem saída pela Praça Seca, Da Russa e seus comparsas fugiram pelo outro lado, atravessando a cidade pelos morros cobertos de mata entre as regiões. 
Buscavam refúgio em favelas do Complexo do Lins, na zona norte, como os morros da Camarista Méier e Cotia, que também dominavam.
Por volta das 7h de sábado, PMs das UPPs do Complexo do Lins e Camarista Méier, em patrulhamento no Morro da Cotia, entraram em confronto com criminosos do bando em fuga. Foram mortos ali seis homens - um deles, reconhecido depois como Da Russa. Ele era apontado como homem de confiança de Luiz Cláudio Machado, o Marreta, preso desde 2014. 
Era também personagem central dos episódios violentos na Praça Seca - muitos ocorridos durante o dia e exibidos em noticiários televisivos do Rio. No confronto, foram apreendidos dois fuzis, quatro pistolas e drogas.

Um sétimo suspeito foi ferido no mesmo confronto, mas sobreviveu e foi socorrido no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, na zona norte. As operações na região, porém, continuaram. No Morro do Amor, também no Complexo do Lins, um homem foi preso com uma pistola. Seis carros roubados foram recuperados.
Mais um suspeito foi morto na operação promovida por policiais militares do outro lado da cidade, na Cidade de Deus, na zona oeste, onde outro homem foi ferido e preso. Lá, policiais militares prenderam 16 supostos criminosos e apreenderam nove pistolas, drogas e 27 telefones celulares.

Até o início da tarde deste sábado, tinham sido apreendidos cinco fuzis, pelo menos 14 pistolas, além de granadas, veículos, drogas, celulares e radiotransmissores. As operações policiais continuavam até o início da tarde, quando a Grajaú-Jacarepaguá continuava fechada. O BAC (Batalhão de Operações com Cães) seguia vasculhando o Morro da Barão.
Leia Mais....
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj