Situação de desequilíbrio na Lagoa continuará nos próximos dias

segunda-feira, 20 de abril de 2015


Redação Rio Alerta notícias

A Bandeira Vermelha continua hasteada na Lagoa Rodrigo de Freitas. A sinalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente mostra que a concentração de oxigênio está baixa — 2,16 mg/l —, assim como a qualidade da vida aquática. 


De acordo com o órgão, essa situação de desequilíbrio continuará nos próximos dias devido à presença de matéria orgânica decorrente das chuvas. 

Além disso, parte dos peixes que permanecem na água e algas produtoras de oxigênio — que estão em decomposição — consomem o oxigênio dissolvido.

A grande presença de peixes mortos levou a Comlurb a intensificar os trabalhos de limpeza da Lagoa. 

A companhia mobilizou funcionários com cinco ecobarcos. Neste domingo, foi removida uma tonelada de peixes mortos. 

Nesta segunda-feira, a limpeza e remoção continua com o mesmo efetivo e número de embarcações. Segundo a companhia, a remoção dos peixes presos nos manguezais é a principal tarefa agora que o espelho está quase limpo.

A Comlurb também ampliou o número de trabalhadores para reforçar o esquema de remoção de peixes no espelho d'água e nas margens da Lagoa: são 80 garis atuando no primeiro turno, 60 no segundo e 30 à noite.

Desse efetivo, quatro garis utilizam pulverizadores com essência de eucalipto, minimizando possível mau cheiro, além de 12 garis embarcados em dois catamarãs e em uma pequena embarcação de apoio.

O serviço iniciou na quinta-feira, dia 08, e já foram removidas até ontem, dia 19, 53,1 toneladas. Os trabalhos continuam até cessar a mortandade.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, os peixes coletados até o momento são da espécie Savelha, "extremamente sensíveis às variações do ambiente". As ações de gestão também estão intensificadas pela Rio Águas. 

Bandeiras informam situação da Lagoa

A Bandeira Vermelha hasteada na Lagoa já revela a situação alarmante no local: a concentração de oxigênio está entre 0 e 2, um índice muito baixo. 

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, o índice agora é de 2,16 mg/l.
O órgão explica que a Bandeira Amarela não foi hasteada, por uma situação de "desequilíbrio total" da Lagoa. 

A Bandeira Amarela significa concentração de 2 a 4 e a Bandeira Verde de concentração de oxigênio dissolvido a partir de 4 mg/l. 

 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj