Acusado de matar alpinista confessa crime e pode pegar até 90 anos

sexta-feira, 15 de maio de 2015


Redação Rio Alerta notícias


Preso nesta sexta-feira pela morte do alpinista Ulisses da Costa Cancela, de 36 anos, Alexsandro Crizanto Martins, de 22 anos, pode pegar até 90 anos de cadeia, se condenado pelos crimes que é acusado: homicídio duplamente qualificado e mais três tentativas de homicídio duplamente qualificado. 


Após ser apresentado na Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), nesta manhã, ele foi encaminhado para o Complexo de Gericinó, unidade da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), em Bangu, na Zona Oeste.

De acordo com o delegado titular da DHBF, Fábio Cardoso, Alexsandro, conhecido como "Cuncun", fazia a proteção da Vila do Sapê, favela de Imbariê em Duque de Caxias que é dominada pelo Comando Vermelho, no último sábado, dia que o alpinista foi morto.

"O Alexsandro disse que mandou o Ford Ka parar e abaixar o farol, assim que se aproximou da entrada da favela. 

Como Ulisses não acatou ordem de parada, ele achou que se tratasse de uma invasão de milicianos. O acusado confessou o crime. 

Ele estava com uma pistola 9mm. Foram disparados de 10 a 11 tiros, sobrando apenas uma munição na arma", afirmou o delegado.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj