Homem atropelado no mesmo local que nadadora é enterrado na Zona Oeste

domingo, 3 de maio de 2015

Redação Rio Alerta notícias

Técnico em manutenção da Comlurb, casado e pai de uma filha de 22 anos, Paulo Coelho Soares, de 57 anos, foi enterrado, na tarde deste domingo, em um cemitério do Pechincha, na Zona Oeste do Rio. 

Assim como a nadadora Sarah Côrrea, ele também morreu, após ser atropelado por um carro, na noite da última sexta-feira, na Estrada dos Bandeirantes, em Vargem Pequena.


O homem, que também era avô, segundo sua cunhada, Eliana Monteiro, de 53 anos, tinha passado o dia todo ajudando um amigo em uma obra naquela região. Ele teria sido a terceira vítima fatal do atropelador, cujo nome não foi divulgado pela Polícia Civil. 

O corpo de Paulo ficou preso em baixo do carro do atropelador, que, segundo informações, estaria embriagado quando atropelou o técnico em manutenção e a nadadora. O último caso teria ocorrido há um mês, em Vargem Grande.

"Os moradores farão um protesto, no próximo sábado, para colocar um radar na região, pois sempre tem acidentes", disse a moradora da Estrada dos Bandeirantes, Euci Pereira Diniz, de 56 anos, amiga de Paulo. O também amigo do técnico em manutenção e morador da Estrada dos Bandeirantes, Delmiro Mariano, de 56 anos, que trabalhava com Paulo na Comlurb, foi o último a se despedir do homem, quando ele deixava a obra. 

"Eu vi o carro vindo em alta velocidade e acho que as rodas traseiras estavam travadas", relatou o amigo. Ele suspeita que o motorista tenha puxado o freio de mão, para tentar evitar o atropelamento, mas não conseguiu frear a tempo. 

A esposa do atropelador teria passado de carro logo em seguida para tirá-lo do local.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj