Motorista culpa buraco no asfalto por acidente que matou ex-nadadora no Rio

terça-feira, 5 de maio de 2015

Redação Rio Alerta notícias

O empresário Diogo Barreira Brito, de 29 anos, que atropelou a ex-nadadora Sarah Corrêa e um homem de 58 anos, na última sexta-feira (1º), se apresentou na delegacia do Recreio (42ª DP) para prestar novo depoimento na tarde desta terça-feira (5). 

Ao ser questionado por jornalistas sobre as causas do acidente, ele disse que a culpa foi de um buraco no asfalto.


—Vai lá procurar a Cedae, aquele buraco lá. 
Em nota, a Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos) informou que não havia nenhum serviço programado para este trecho [do acidente], mas vai apurar se alguma terceirizada realizou algum serviço de emergência no local.
Brito chegou à delegacia acompanhado da mulher e do advogado. Ele prestou depoimento durante três horas.
A delegada Adriana Belém disse que Brito entrou em contradição diversas vezes. Segundo a delegada, ele negou que estivesse em alta velocidade. 
A delegada informou que o motorista pode ser indiciado por duplo homicídio doloso (quando há intenção de matar).
Seis testemunhas do caso já foram ouvidas. A médica que prestou os primeiros socorros para o atropelador será chamada para esclarecer se ele estava alcoolizado.  
Segundo a polícia, Brito tem anotações criminais por receptação, lesão corporal dolosa, violência doméstica e desobediência. 
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj