Jogador Bernardo é enquadrado na Lei Maria da Penha

sexta-feira, 19 de junho de 2015


Redação Rio Alerta notícias

O jogador Bernardo, do Vasco, foi indiciado por injúria e lesão corporal, com base na Lei Maria da Penha, após ser acusado de agressão pela ex-namorada, Patrícia Melo. 

A delegada Adriana Belém, titular da 42ª DP (Recreio), concluiu o inquérito após ver o laudo de corpo de delito e ouvir o depoimento da ex-namorada do atleta, que afirma ter sido agredida pelo meia. 

O caso vai ser encaminhado ao Ministério Público e a pena pelos crimes podem chegar a quatro anos de cadeia. Segundo a delegada, a vítima e seu advogado, Carlos Gonçalves, também apresentou um áudio onde Bernardo diz ter enviado um vídeo do casal mantendo relações sexuais para um amigo. 

A gravação foi feita em maio deste ano. O apoiador diz à ex-namorada na mensagem que repassou as imagens íntimas do casal “sem querer” ao seu colega.

Estava bebendo, eu ia mandar outra parada para ele, amor. Eu te falei, cara. Foi sem querer, cara. Pelo amor de Deus”, diz trecho do áudio, em que Patrícia afirma ser a voz do jogador. “Eu pequei, eu pequei”, diz, supostamente o jogador, em outro trecho do áudio. 

A delegada Adriana Belém vai enviar a gravação para a perícia, apesar de constatar que se trata da voz do atleta. 

“Ele confessa ter vazado o vídeo em uma conversa com amigo e o laudo apresentado mostra que as lesões da vítima estavam no mesmo local que ela apontou no depoimento”, disse a policial, afirmando que Patricia contou ter sido agredida outras vezes por Bernardo. 
Após ser ouvida por quase duas horas, a universitária disse que o ex-namorado costumava beber com frequência. 

Patrícia disse ainda que está muito triste depois de saber, na quarta-feira, que Bernardo alegou estar ‘tranquilo’. 
“Isso prova que ele não está arrependido do que fez”, disse Patrícia, confirmando que sentiu medo quando recebeu ameaças e fotos do meia vascaíno pressionando uma faca contra o pescoço e o pulso. 

“Quero viver em paz, algo que eu não estava tendo”, desabafou a jovem, que começou o namoro com o jogador em 2012. 

O advogado de Patrícia, Carlos Gonçalves, resasltou que pensa em processo. “Vamos aguardar o encerramento do inquérito para tomar as medidas penais cabíveis.” 
Após depoimento, quarta-feira, Bernardo não quis comentar as acusações da ex. “Minha cabeça está no meu corpo e na minha volta para o Vasco, no dia 29. O resto eu deixo para o meu advogado resolver”, afirmou.

© Copyright - Empresa Jornalística Econômico S/A.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj