Família de bebê que nasceu com má formação do cérebro pede ajuda

sexta-feira, 10 de julho de 2015


Redação Rio Alerta notícias

A família da pequena Laura pede ajuda para comprar o leite especial e o medicamento necessário para a cicatrização dos ferimentos da menina, que custa R$ 50.

A bebê nasceu com má formação do cérebro e ficou internada até completar seis meses de vida.

Por causa da má formação, parte do cérebro da jovem ficava exposta. Para reverter o quadro, a criança teve que ser submetida a nove cirurgias, e algumas não foram bem sucedidas. 
A mãe da bebê, Larissa Meirelles, acredita que o pré-natal na Clínica da Família de Pilares, na zona norte do Rio, não foi realizado da forma correta. A doença de Laura não foi detectada nos exames.
— Quando ela nasceu, perguntaram se eu tinha feito a [ultrassonografia] morfológica, que vê o corpo todo da criança, e eu disse que não. Se tivessem visto [a má formação], ela seria prematura.
Após o tratamento, ainda não é possível afirmar que Laura teve sequelas. Nos próximos meses, ela passará por exames. Além do leite e do medicamento, a pequena também precisa de fraldas tamanho M. 
Apesar do susto, Larissa, que pretende voltar aos estudos interrompidos para o tratamento da filha, acredita que agora só terá notícias boas.
— Agora é tudo passado, agora é só viver a vida com ela do meu lado.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj