Justiça concede liberdade a motorista que atropelou e matou bebê na zona norte do Rio

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Redação Rio Alerta notícias

A Justiça do Rio expediu nesta segunda-feira (27) o alvará de soltura de Marcelo de Araújo, motorista de ônibus suspeito de atropelar mãe e filho em um acidente em Cordovil, zona norte do Rio, na última terça-feira (27). 

O bebê de três meses morreu a caminho do hospital. A mãe, Patrícia S. Vieira, de 36 anos, foi levada para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, onde está internada em estado grave, segundo a Secretaria de Saúde.

Araújo, de 38 anos, foi preso em flagrante por homicídio e lesão corporal culposa. Segundo o TJRJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), a decisão de soltar o suspeito foi da juíza Katylene Collyer Pires Figueiredo, da 3ª Vara Criminal. 
De acordo com a decisão, o motorista deverá comparecer em juízo todo mês para informar e justificar suas atividades, além de estar proibido de deixar o Estado por mais de 15 dias sem autorização da Justiça.
O atropelamento ocorreu na avenida Bulhões Marcial, próximo à estação ferroviária de Cordovil.
De acordo com o pai da criança, o condutor teria dito que perdeu o controle do veículo.
— Sei que o motorista falou para o bombeiro que perdeu o controle do ônibus, e levou a vida do meu filho. Só isso.
A avó do bebê disse que o motorista estava na contramão.
— Ele [motorista] pegou ela no ponto do ônibus. Ele veio na contramão. Ela estava indo para o posto de saúde para vacinar o bebê.
De acordo com a Polícia Civil, a perícia de local foi solicitada e testemunhas prestaram depoimento. A delegacia aguarda alta médica da mãe da vítima para que possa ser ouvida. Agentes estão em diligências na busca de imagens de câmeras de segurança que possam ajudar no caso.
Segundo a Secretaria Municipal de Transportes, o ônibus da linha 484 (Olaria x Copacabana) está sem vistoria desde 2013 e já tem 11 multas por excesso de velocidade.
Em nota, a empresa City Rio lamentou o acidente ocorrido com um ônibus da linha 484 (Olaria x Copacabana). 
A empresa afirmou que entrou em contato com a família das vítimas e está prestando a assistência necessária. O motorista será afastado de suas funções até que o caso seja esclarecido pelas autoridades.
A City Rio informou que está colaborando com as investigações e vai fornecer à polícia todas as informações técnicas do veículo, como dados de GPS, tacógrafo e imagens das câmeras. O motorista que dirigia o veículo prestou depoimento na delegacia.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj