Professores e alunos da UFRJ protestam no centro do Rio contra ajuste fiscal

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Redação Rio Alerta notícias


Professores, alunos e servidores da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) que aderiram à greve nacional da educação estão reunidos nesta quinta-feira (16) na Cinelândia, no centro, promovendo aulas públicas e atividades físicas e artísticas em uma manifestação contra o ajuste fiscal. 

De acordo com a professora da Escola da Serviço Social e diretora da ADUFRJ (Associação dos Docentes da UFRJ), Cleusa Santos, o objetivo do protesto é informar a população sobre as dificuldades das instituições públicas e divulgar as pautas da greve, que teve a adesão do corpo docente da instituição no mês passado. 

 Segundo ela, o objetivo é divulgar para sociedade o trabalho que a universidade desenvolve nas mais diversas áreas do conhecimento.

— Teremos representantes da Educação Física, Escola de Dança, Educação Infantil e Gastronomia, além de aulas de história, ciências sociais e comunicação. Queremos que a população conheça os motivos que nos levaram à greve. 

A professora informou que o ato também deverá desconstruir a ideia de que trabalhadores em greve ficam em casa "de folga". 

Para Cleusa, a paralisação é um direito que está sendo avaliado como vandalismo e preguiça. — É algo que os trabalhadores conquistaram historicamente e cada vez mais é criminalizado. Os manifestantes montaram 12 tendas na Cinelândia, com exibição de filmes e show gratuito. 

Além dos professores, técnicos e alunos da UFRJ também estão parados. O movimento critica o contingenciamento nas universidades públicas e reivindica maior assistência estudantil e investimentos em infraestrutura.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj