Sociedade Hípica Brasileira é interditada, no Rio

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Redação Rio Alerta notícias

A sede da Sociedade Hípica Brasileira, na zona sul do Rio, foi interditada pelos governos estadual e federal. Nenhum animal pode entrar ou sair do clube onde serão disputadas provas de hipismo das Olimpíadas 2016. 

O objetivo do fechamento é evitar aumento do número de animais a serem submetidos a teste para a doença mormo. Em abril, animais da Escola de Equitação do Exército passaram por uma prova de adestramento no local. 

Agora são submetidos a exames para confirmação do mormo, doença infectocontagiosa que ataca cavalos, é incurável e exige o sacrifício dos animais doentes. O Comitê Rio 2016 acompanha o caso e diz que segue os procedimentos de segurança internacionais. 

O comitê confirmou para agosto um teste do clube para as Olimpíadas. A Sociedade Hípica Brasileira informa que as provas internas e do ranking da Escola de Equitação estão mantidas no fim de semana. 

Ao todo, 584 cavalos que estão no Complexo Militar de Deodoro passarão por três baterias de testes para mormo, em intervalos de 21 a 30 dias. 

Os resultados devem ser conhecidos em outubro. O problema começou porque um cavalo sacrificado em abril, por estar com a doença, esteve no Setor 4 do complexo militar de fevereiro a novembro de 2014. Na investigação, foram feitos dois tipos de testes em 141 animais que podem ter tido contato com o animal doente. 

O laudo emitido pelo Laboratório Nacional Agropecuário apontou resultado positivo para um deles e determinou a ampliação do número de animais a serem submetidos a exames.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj