Sociedade que protege animais no Rio tem cães roubados e centro cirúrgico depredado

terça-feira, 28 de julho de 2015


Redação Rio Alerta notícias

Eles estavam vacinados, tratados e prontos para a adoção, mas a saída de seis filhotes vira-latas do prédio da Suipa (Sociedade União Internacional Protetora dos Animais), em Benfica, zona norte do Rio, não foi para um novo lar. 

Todos eles foram roubados na madrugada do último domingo (26), quando o imóvel foi arrombado por criminosos.

Essa foi apenas a primeira das duas invasões sofridas pela Suipa em 24 horas. Na madrugada desta segunda-feira (27), vândalos entraram no prédio e quebraram vidros de um abrigo do centro cirúrgico, que realiza de 20 a 30 cirurgias por dia em animais internos da Suipa, e abriram torneiras instaladas no local. Um cavalo com deficiência foi solto.
De acordo com a presidente da Suipa, Izabel Nascimento, o caso foi registrado na 25ª Delegacia de Polícia (Engenho Novo). 
Ela disse que o prédio tem histórico de invasões. Em junho deste ano, quatro galos recolhidos de brigas de galo foram roubados. Na ocasião, segundo Izabel, os criminosos entraram pelo telhado.
— A gente registrou a ocorrência e nada aconteceu.
No ano passado, uma égua que havia sido apreendida pela polícia e vinha sendo tratada no local também foi roubada. Izabel atribui os constantes roubos à falta de equipamentos de segurança no local, uma das consequências das dificuldades financeiras enfrentadas pela Suipa.
— A gente quer colocar cerca elétrica e câmeras, mas a gente não tem dinheiro. Aí eles deitam e rolam.
A presidente da instituição também crê que os invasores deste fim de semana conheciam o prédio e sabiam da existência dos filhotes.
— Eu estou sentindo que isso deve ser algum tipo de sabotagem. Não acredito que tenha sido algum usuário de crack [como foi levantado]. Esses cãezinhos estavam em uma parte onde fica um gatil novo. 
Eles estavam em uma área com cadeado. A pessoa que foi sabia que eles estavam ali. É uma coisa que está evidente. A policia tem que investigar.
De acordo com a Polícia Civil, as investigações estão em andamento. A perícia foi realizada e a diretoria prestou depoimento. 
Funcionários serão chamados para prestar depoimento e agentes estão em diligências na busca de imagens de câmeras de segurança que possam ajudar no caso.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj