Último suspeito de matar família em São Gonçalo é preso

sexta-feira, 24 de março de 2017



R7

Está preso o último suspeito envolvido na morte de uma família em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Gabriel Botrel de Araújo Miranda, de 19 anos, estava sendo procurado pela polícia. 

Ele se apresentou no fórum do Colubandê acompanhado do advogado, que já negociava a entrega do suspeito desde o início do mês. De acordo com a DH (Divisão de Homicídios) de Niterói, que investiga o crime, foi Gabriel quem atirou contra as vítimas.


crime aconteceu no dia 17 de fevereiro. A polícia encontrou Soraya Gonçalves de Resende, de 37 anos, e a filha Giovanna Salgado, de 9 anos sem vida, dentro de casa. O pai, Wagner da Silva Salgado, de 42, chegou a ser socorrido, mas faleceu no Hospital Alberto Torres.
Com o avanço das investigações, a polícia descobriu que Soraya e a irmã, Simone Gonçalves de Resende, disputavam na Justiça uma herança deixada pelo pai. De acordo com a DH, o fato motivou o crime.
Simone está presa suspeita de orquestrar o assassinato da irmã, da sobrinha e do cunhado. Ela desapareceu após o crime. A polícia a encontrou, quase um mês depois, vivendo no Espirito Santo. Para não ser reconhecida ela pintou e cortou o cabelo.
De acordo com as investigações da DH, os filhos gêmeos de Simone também participaram do assassinato. Em depoimento, Matheus confessou ter atirado na prima Geovanna Resende, de apenas 9 anos. Já o irmão Lucas é suspeito de ter vendido um carro para financiar o crime.
Os filhos de Simone e um segundo atirador já estão presos. O terceiro suspeito preso é Diego Moreira da Cunha, de 23 anos, que teria conduzido o carro até o local do crime.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj