Tiroteio deixa PM ferido e provoca interdições na zona norte do Rio

terça-feira, 25 de julho de 2017
Trânsito é confuso entre a Mangueira e São Cristóvão

Redação TV  Rio Alerta


Uma intensa troca de tiros na manhã desta terça-feira (25), deixou um policial ferido na Mangueira, zona norte do Rio. 

O militar, que não teve a identidade divulgada, foi baleado e socorrido para o Hospital Quinta D'Or, em São Cristóvão. 

Até o momento, não há informações sobre o estado de saúde do PM. Segundo moradores tiros e até explosões foram ouvidas por volta das 8h.

De acordo com o comando da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Mangueira, os agentes foram atacados quando retiravam barricadas dos acessos ao ponto conhecido como Buraco Quente. 
Criminosos teriam construído um muro e colocado trilhos para impedir o trânsito de carros da polícia no local. Durante a ação, houve confronto e a base avançada do Telégrafo foi atacada. 
Com o agravamento da troca de tiros, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) foi acionado para reforçar o policiamento na comunidade.
O tiroteio provocou a interdição de ruas no entorno da comunidade, causando um nó no trânsito da região. A rua Visconde de Niterói foi fechada, no trecho entre a Mangueira e São Cristóvão. 
Segundo o Centro de Operações, o bloqueio gerou reflexos na Rua Senador Bernardo Monteiro e no Viaduto de Benfica. 
A recomendação, é que os motoristas que sigam em direção do Centro optem pela Linha Amarela ou Avenida Brasil.
Policial morto na Mangueira
Há oito dias, um policial foi morto na Mangueira durante a troca de serviço na Base Avançada do Telégrafo. O cabo Bruno dos Santos Leonardo, 29 anos, foi baleado na cabeça no primeiro dia de trabalho na UPP da comunidade
Ele também foi levado para o Hospital Quinta D’or, em São Cristóvão, mas não resistiu e faleceu na unidade.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj