Policial que matou militar da FAB responderá em liberdade

terça-feira, 28 de novembro de 2017


Redação Rio Alerta


O agente do Centro Presente que matou o cabo Bruno de Souza Estrela Martins, 25 anos, da Força Aérea Brasileira (FAB), responderá ao crime em liberdade. 

A informação foi confirmada pela a assessoria do programa, que também informou que o policial está afastado "enquanto correr a investigação".

Helton de Souza Félix se apresentou à Delegacia de Homicídios (DH), que investiga o caso, após atirar em Bruno durante uma abordagem no Terminal Rodoviário Procópio Ferreira, na Central do Brasil, na segunda-feira. 
Bruno estaria discutindo com sua namorada e, ao ser abordado pelos agentes, teria feito menção de sacar uma arma e colocado a mão na cintura. 
Em seguida, o agente disparou contra ele. 
O jovem chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, mas já chegou morto na unidade. 

A Força Aérea Brasileira lamentou a morte de Bruno e informou que está prestando todo apoio à família do rapaz. 
Nas redes sociais, amigos também comentaram a morte do cabo. "Sua imagem no plantão de domingo rindo e brincando não sai da minha cabeça! Vai fazer muita falta!!", comentou uma pessoa na última foto postada por Bruno. 
"A polícia do Rio primeiro atira para depois identificar o problema! Polícia despreparada!", esbravejou outro. 
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj