Apesar de estado grave, grávida baleada tem leve melhora e sedação será diminuída

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018
Michelle Ramos da Silva foi baleada em Belford Roxo. Ela estava grávida e passou por cesária de emergência

Redação Rio Alerta


Apesar do estado de saúde grave, Michele Ramos da Silva Nascimento, 33 anos, que estava grávida e foi baleada na cabeça em uma tentativa de assalto em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, apresentou uma leve melhora e a sedação começará a ser diminuída nesta segunda-feira, de acordo com o Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Posse.


O processo para diminuir os sedativos que a mantém em coma induzido será realizado nas próximas 24 horas e será acompanhada a resposta dada pela paciente. Caso ela não reaja, os médicos voltam a aumentar os medicamentos.
O bebê de Michele também está em estado gravíssimo, mas estável, e internado na Maternidade Mariana Bulhões, também em Nova Iguaçu. Ele respira por aparelhos e está sendo medicado para que o coração continue batendo. 
A vítima do tiro passou por uma cesariana de emergência para a retirada da criança e por uma cirurgia no crânio para descompressão do cérebro. 
Neste domingo, Joé Sestello, diretor geral do Hospital da Posse, disse que as próximas 72 horas serão fundamentais para a avaliação da mãe e do bebê.
Em prantos e muito emocionado, o corretor de imóveis Wallace Silva de Araújo, de 34 anos, marido de Michele, pediu orações para a melhora da mulher e de seu filho, que vai se chamar Antônio Esdras. 
"Peço a vocês que orem. Acredito na vida e creio que eles vão sair dessa sem sequela. Eu quero crer e agradecer a todos pelas orações. 
Nosso bebê estava programado para março. 
Não tenho que questionar a Deus por isso. Temos que apenas acreditar", desabafou, dizendo que o filho foi planejado.
"O nosso primeiro filho, ela já comprou o berço, as roupinhas, e os bonecos. 
Iríamos pintar o quarto nesta semana", falou.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj