Duas pessoas são presas por extorquir prefeito de Itatiaia

sábado, 27 de janeiro de 2018

Redação Rio Alerta

Dois homens foram presos na manhã de ontem acusados de extorquir o prefeito de Itatiaia, Eduardo Guedes (MDB). 


Marcelo Tavares e José Luís de Carvalho Vargas são acusados de exigir R$ 200 mil para não ajuizarem ações por supostas irregularidades em contratações emergenciais da prefeitura. 

A prisão, em um posto na Rodovia Presidente Dutra, ocorreu uma semana após o próprio chefe do Executivo denunciar a dupla ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). 

Segundo o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MP-RJ, que efetuou a prisão, José Luís se apresentava como presidente do Instituo Brasileiro da Transparência e Marcelo Tavares como advogado. 

Conforme a Gaeco, Eduardo Guedes soube da tentativa de extorsão por intermédio do vereador João Márcio Albino Silva (PRB). 

Na ocasião, o vereador contou que foi procurado pela dupla, que ameaçou entrar com ações contra o prefeito e a prefeitura por contratos emergenciais de recolhimento de lixo. 

A Gaeco, então, passou a gravar conversas da dupla com o prefeito. Para dar o flagrante, foi marcado encontro para ontem de manhã numa padaria de Resende. 

Em cima da hora, os dois mudaram o local para um posto na Rodovia Presidente Dutra, em Itatiaia. Na ocasião, foi deixada uma bolsa com dois envelopes de R$ 10 mil. 

Ao saírem do estabelecimento, os dois foram presos pela equipe da Gaeco. 

"Não concordo com esse tipo de ação, de extorquir para conseguir vantagens. 

Quando soube, fomos ao Ministério Público buscar orientação. 

Não fiz contrato emergencial. 

Zelo pelo dinheiro público e transparência dos meus atos", disse o prefeito Eduardo Guedes.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj