Moradores de Laranjeiras viram reféns da violência

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
Número de assaltos a pedestre aumentou na região, que divide o batalhão de polícia com mais sete bairros

Redação Rio Alerta


A crescente onda de violência que atinge o bairro de Laranjeiras, na Zona Sul do Rio, provocou mudança nos hábitos noturnos dos habitantes, que em alguns casos evitam até mesmo sair de casa.

Os moradores das ruas Alice, General Glicério, Cardoso Júnior, Belisário Távora e Professor Luis Cantanhede estão alterando seus hábitos para fugir da violência.

"Antigamente, era um local tranquilo e seguro para viver. Agora, virou uma rota de fuga de bandidos de Santa Teresa e do Rio Comprido", lamentou um morador da Rua Alice, que, por medo de represálias, pediu anonimato. 
Ele contou que já presenciou diversos assaltos no trecho próximo à Rua Mário Portela. 
O último ocorreu por volta das 21h da última quarta-feira. "Dois bandidos, um deles com um fuzil, renderam um motorista e fugiram com o carro roubado. Fiquei impressionado com tranquilidade da dupla", lamentou.
As ações criminosas não se restringem apenas ao roubo de veículos. O mesmo morador contou que, há cerca de 15 dias, houve um arrastão no mesmo trecho da rua. 
Na ocasião, ele lembrou que 12 motoristas tiveram seus pertences roubados. 
De acordo com o relato de moradores, os assaltos costumam ocorrer diariamente, entre 20h e 22h.
O porteiro de um prédio da Rua General Glicério, que pediu para não ter o nome divulgado, disse que não tem mais saído de casa após as 21h por medo de assaltos. 
Nas ruas Belisário Távora e Professor Luiz Cantanhede, existem cinco cabines de segurança. Mesmo assim, segundo ele, os criminosos costumam utilizar motos para assaltar os pedestres.
Roubos de veículos subiram 77%
A sensação de insegurança se reflete nos dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). 
Os roubos de veículos aumentaram 77% em 2017, se comparados com o acumulado de 2016. Os números são referentes aos registros feitos na 9ª DP(Catete), que também recebe ocorrências de Laranjeiras.
Outros crimes que aumentaram consideravelmente foram os roubos a residência e a estabelecimentos comerciais. 
Segundo os dados do ISP, 141 comércios foram alvo de bandidos em 2017, um aumento de 107% em comparação ao ano anterior. 
Já os roubos a residências cresceram 130% no mesmo período, totalizando 23 casos em 2017.
A PM informou que o 2º BPM (Botafogo) faz patrulhamento no bairro com viaturas e motos, além do ciclopatrulhamento, que ocorre entre 9h e 18h. A corporação pediu para que denúncias sejam feitas pelo 190.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj