Motorista envolvido em acidente poderá responder por falsidade ideológica

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
Motorista envolvido em acidente poderá responder por falsidade ideológica

Redação Rio Alerta

O motorista Antônio Anaquim, envolvido em um acidente em Copacabana, pode responder por falsidade ideológica. Segundo o delegado Gabriel Ferrando, titular da 12ª DP (Copacabana), a polícia investiga a omissão do rapaz ao Detran sobre sua condição de ser epilético. 

Na última quinta-feira, ele perdeu o controle do carro, invadiu o calçadão da praia e deixou um bebê morto e 17 feridos. 

Antônio estava com a habilitação suspensa desde o ano passado. Em cinco anos, ele acumulou 14 multas e 62 pontos na carteira. 

A pequena Maria Louise foi enterrada neste domingo, no Cemitério São João Batista, em Botafogo. Parentes, amigos e até desconhecidos depositaram flores no local do acidente, na altura da Rua Figueiredo Magalhães, em memória do bebê de oito meses.

O quadro de saúde das demais pessoas atropeladas pelo motorista Antônio de Almeida Anaquim, de 41 anos, não sofreu alterações. 

As vítimas estão internadas em hospitais da rede municipal. 

Somente o australiano de 68 anos, morador do Rio de Janeiro há cerca de 20 anos, que sofreu traumatismo craniano, continua em estado gravíssimo, na UTI no Hospital Municipal Miguel Couto, respirando com a ajuda de aparelhos.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj