Policial é baleado ao impedir assalto a loja de celulares em Ipanema

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018


Redação Rio Alerta 

Um policial militar à paisana foi baleado durante um assalto a uma loja de celulares na Rua Visconde de Pirajá, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, na tarde desta sexta-feira. 

Segundo informações, ele fazia a segurança de estabelecimentos da movimentada rua do bairro e teria sido confundido pela PM, que atirou na sua perna. 

Houve pânico e correria no momento do tiroteio. 

De acordo com o 23º BPM (Leblon), quatro bandidos em uma moto assaltaram a loja da Claro, no número 217. 

Testemunhas disseram que eles chegaram ao local pedindo iPhones e aparelhos de última geração da Samsung, fugindo do local levando duas bolsas cheias. 

O PM percebeu a movimentação e tentou impedir o assalto, iniciando uma troca de tiros.

O funcionário de um dos estabelecimentos da região diz que o policial à paisana foi baleado pela PM, que o confundiu com um dos criminosos. 

Ele foi atingido duas vezes na perna. O militar foi socorrido pela polícia e foi levado para o Hospital Miguel Couto, na Gávea. 

O batalhão do Leblon faz buscas na região para prender os criminosos. Pânico e correria O assalto ao estabelecimento aconteceu às 12h30, aproximadamente, e a Rua Visconde de Pirajá estava lotada, com muita gente nas lojas ou almoçando. 

As pessoas correram para dentro dos comércios para fugir dos tiros, que atingiram pelo menos uma loja e uma banca de jornal. 

"Ouvi os tiros, foi tudo muito rápido. Corri para me proteger em uma farmácia. Quando parou, eu saí e vi o homem (policial) caído, baleado. 

Ele foi socorrido pelos policiais. Trabalho aqui há dois anos e é a primeira vez que vejo uma cena dessa. 

A rua estava lotada e todo mundo correu para dentro das lojas", disse a comerciante Josefa Santos, de 49 anos. 

"Na hora do tiroteio, os clientes que estavam no Subway se jogaram no chão, muita gente correu para dentro das lojas, alguns choravam bastante. Parecia uma cena de filme, nunca vi uma ação dessa em plena luz do dia", falou um outro trabalhador da região. 

Em nota, a Claro informou que a operadora está à disposição das autoridades e colabora para a investigação do caso. A loja está momentaneamente fechada. 

A empresa não deu detallhes sobre os produtos roubados.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj