Promotor de Justiça é encontrado morto com a mulher em apartamento na Barra da Tijuca

terça-feira, 16 de janeiro de 2018


Redação Rio Alerta


Um promotor de Justiça foi encontrado morto com a mulher, na manhã desta terça-feira, em um apartamento na Rua Coronel Paulo Malta, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. 


Marcus Vinicius da Costa trabalhava no Grupo de Atuação Especializada e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) há menos de um ano. 

A mulher, identificada como Luciana Alves de Melo, também era servidora do Ministério Público.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) foi acionada para o local. 
Os corpos foram encontrados com marcas de tiro e a arma utilizada no crime estava no apartamento. 
De acordo com a perícia, existem várias hipóteses sobre o crime, embora as características encontradas no local apontem para homicídio, seguido de suicídio.
Titular da 23ª Promotoria de Investigação Penal, Homero Freitas disse que tudo indica que foi um crime passional. 
"Não tem nada ligado à atividade dele no Ministério Público. 
Os dois corpos estavam na sala. Ele baleou a mulher dele e se matou. 
A empregada encontrou os corpos hoje. O apartamento estava trancado, sem sinais de arrombamento e as câmeras não registraram ninguém entrando", contou Homero.
A estudante de medicina, Bianca Bernachi, de 44 anos, moradora de um prédio próximo ao local do crime, lembrou que ouviu cinco disparos por volta das 15h do último domingo. "Encontrava com eles todos os dias no café da manhã em uma padaria aqui perto. Aparentemente era um casal calmo, não parecia que brigavam. 
É muito triste, pois eram dois jovens", lamentou. A arma do promotor foi recolhida para perícia.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj