Roubos e arrastões voltam a causar pânico na Zona Sul

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018


Redação Rio Alerta 


A onda de arrastões na Zona Sul que vem assustando foliões e moradores desde o sábado voltou a provocar pânico na noite deste domingo e madrugada de segunda-feira. 


Em Ipanema, criminosos roubaram foliões e no Leblon dois policiais foram baleados ao tentarem impedir roubos no bairro. 

Na noite deste domingo, na Avenida Afrânio de Mello Franco, perto da Cruzada São Sebastião, no Leblon, pessoas que fugiam de criminosos que faziam roubos na região pediram socorro para policiais do 23º BPM (Leblon). 

O ladrão atirou contra os policiais e houve confronto, mas o homem conseguiu fugir. 

Os dois PMs acabaram feridos e foram socorridos ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea.

Houve também arrastão na Praça Nossa Senhora da Paz e na Avenida Vieira Souto, altura do Posto 8, em Ipanema, na noite deste domingo e madrugada desta segunda-feira. 
Na praça, os foliões e moradores correram para dentro da igreja para fugir dos criminosos.
Turistas, entre eles estrangeiros, foram vítimas de um grupo de ladrões na Avenida Vieira Souto, na altura do Hotel Fasano. Houve correria e algumas pessoas foram agredidas pelos criminosos. 
"Vieram uns 50 meninos, arrancaram minhas pulseiras. 'Eu não vou pegar (o celular) agora, tô te implorando, não pega'", disse a turista de Brasília, Luiza Eing, interrompendo a entrevista para dizer para uma amiga, que teve celular roubado, que não pegaria o seu aparelho  dentro da roupa enquanto ele tocava.
Procurada, a PM ainda não deu informações sobre estes dois casos e nem informou se o plano de policiamento seria alterado após a onda de crimes. Em entrevista ao RJTV, o porta-voz da PM, major Ivan Blaz, disse que a polícia está na rua.
"Não dá para falar que a policia não está presente. Os criminosos foram presos e há policiamento. O reforço está nas ruas", disse, criticando a falta de ações de assistência social na região. 
Policial civil agredido por ladrões em Copacabana
Em Copacabana, um policial civil foi impedir um roubo na Avenida Atlântica, orla do bairro, e acabou agredido, na noite deste domingo. 
Ele precisou se refugiar dentro de um condomínio para fugir dos agressores.
Segundo a PM, o agente presenciou um furto e tentou prender o homem, mas comparsas chegaram e começaram a bater no policial. 
Ele escapou ao se refugiar em um prédio na Rua Aires Saldanha. Os criminosos fugiram e o policial foi atendido na UPA Copacabana. 
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj