Sobe para 13 o número de mortos por febre amarela

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018
Campanha de vacinação contra a febre amarela. Jean Carlos Nascimento, doou sangue no Hemorio e recebeu a vacina contra a doença

Redação Rio Alerta

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde confirmou, na quinta-feira, a 13ª morte causada por febre amarela no Rio. 


Já foram registrados 34 casos da doença em seres humanos. 

Rio das Flores registrou dois casos e dois mortos. 

O maior número deles, 14, foram registrados em Valença, com quatro mortes. Em seguida, Teresópolis teve quatro casos e duas mortes. 

Sumidouro teve quatro registros e uma morte. 

Nova Friburgo, Miguel Pereira e Paraíba do Sul contabilizaram um óbito. Já Cantagalo teve dois casos e uma morte. 

Petrópolis, Carmo e Vassouras tiveram um caso, mas sem mortes, e Duas Barras dois casos sem mortes.

A SES ressalta que os macacos não são responsáveis pela transmissão da febre amarela. 

A doença é transmitida através da picada de mosquitos. 

Ao encontrar macacos mortos ou doentes (animal que apresenta comportamento anormal, que está afastado do grupo, com movimentos lentos etc.), o cidadão deve informar o mais rápido possível às secretarias de Saúde do município ou do estado.

A pasta reforça a importância das pessoas que ainda não se vacinaram buscarem um posto de saúde próximo de casa.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj