Assaltantes e policiais trocam tiros na Lagoa Rodrigo de Freitas

domingo, 4 de março de 2018
Menores que dirigiam carro roubado na Lagoa. Houve troca de tiros e eles foram baleados

Redação Rio Alerta


Um confronto entre policiais militares e criminosos em um carro roubado ocorreu em plena Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio, na madrugada deste domingo, causando pânico na região. 


No momento em que o estado vive uma intervenção federal na segurança, o grupo formado por menores com idades entre 15 e 17 anos percorreu cerca de 10 quilômetros entre as zonas Norte e Sul praticando crimes antes de ser interceptado pela PM. 

Três deles foram baleados no tiroteio. 

Segundo a PM, todos os menores são da comunidade Rato Molhado, no Engenho Novo, e vieram praticando roubos desde a Feira de São Cristóvão, na Zona Norte, onde renderam a primeira vítima e roubaram o carro. 

Eles vieram fazendo arrastões pelos bairros do Flamengo, Copacabana e Humaitá. 

Em Ipanema, eles abandonaram o veículo, um JAC 3, e renderam uma mulher que dirigia um KIA Carnival, na Avenida Visconde de Pirajá, retomando a fuga. 

A vítima tinha saído de uma festa na Lagoa, por volta das 4h.

Na Avenida Borges de Medeiros, próximo do Clube Piraquê, o veículo em que estava o bando foi cercado — por policiais do 23º BPM (Leblon) que pediram reforço — e começou a troca de tiros. Três menores foram baleados e o outro sofreu escoriações e foram levados para o Hospital Miguel Couto, na Lagoa. 
O Kia roubado era blindado e ficou crivado de tiros. Com eles foram apreendidas duas pistolas e munições.
Mesmo o veículo sendo blindado, os adolescentes foram baleados por vários tiros quando tentaram abandonar o carro. M.S.C, de 15 anos, foi atingido por um tiro no braço, nas costas e na mão. Já F.R.G, de 17, levou um tiro de raspão na região escrotal. Já o outro menor, M.S.R, também de 17 anos, foi atingido por sete disparos, seis deles região das nádegas e na perna direita. 
O adolescente L.B.A, de 16 anos, sofreu apenas escoriações.
Segundo o comando do 23º BPM (Leblon), será investigada a possibilidade do grupo ser o mesmo que vem roubando os bares na Zona Sul do Rio. 
O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana). Nesta manhã duas testemunhas prestaram depoimento.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj