Agente penitenciário é baleado por PM após discussão em hospital na Baixada

quarta-feira, 11 de abril de 2018
Agente penitenciário é baleado por PM após discussão em hospital na Baixada

Redação Rio Alerta


Um agente penitenciário foi baleado por policial militar, que também comanda uma diretoria no Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo, em Duque de Caxias, dentro da unidade de saúde. 


O disparo foi feito durante uma discussão na noite de terça-feira. 

O motivo da confusão: ciúmes. 

Segundo a polícia, testemunhas contaram que Fabio Leandro, que, além de agente penitenciário, trabalha como enfermeiro no hospital, teria se trancado em sala do hospital com recepcionista que seria sua amante. 

Logo depois, o homem não queria deixar a mulher ir embora, mas ela conseguiu fugir e pedir ajuda ao PM Rafael de Araújo. 

O militar teria deixado a recepcionista entrar na sua sala e trancado a porta.

Segundo testemunhas, o agente penitenciário e enfermeiro, enciumado, começou a bater na porta e conseguiu entrar na sala. 
A Polícia Civil disse que Fabio estava "em total descontrole", ofendeu o PM e deu socos nas janelas. Ele se feriu na mão e saiu do local. Depois, a mulher voltou à recepção do hospital, enquanto o agente retornou para discutir com o diretor.
De acordo com a Polícia Civil, Fabio arrombou a porta da sala novamente, e Rafael deu um tiro para o alto como advertência. 
A Polícia Militar acrescentou que o agente tentou pegar a arma do policial e acabou baleado na perna. 
Ele foi socorrido na própria unidade. A PM informou que abriu um procedimento para apurar as circunstâncias do caso. 
Inicialmente, a ocorrência foi registrada na 59ª DP (Duque de Caxias) como lesão corporal, mas o delegado Flávio Rodrigues disse que, só após o fim das investigações, tratará o caso como lesão corporal ou ato em legítima defesa.
Em nota, a Prefeitura de Duque de Caxias informou que foi notificada pela Secretaria Municipal de Saúde sobre o incidente, mas que ainda apura o caso.
"A prefeitura ressalta que não admite atitudes violentas e irresponsáveis dos funcionários e esclarece que os dois envolvidos no incidente já foram afastados", completou.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj