Cabral presta depoimento como vítima em caso de uso de algemas em Curitiba

quinta-feira, 19 de abril de 2018
Ex-governador Sérgio Cabral algemado

Redação Rio Alerta


Preso e condenado por corrupção e outros crimes, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho (MDB) será ouvido como vítima nesta quinta-feira em processo aberto pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. 


O ministro que saber se houve abuso de autoridade quando o emedebista foi levado algemado para exames no Instituto Médico Legal em Curitiba, no Paraná, depois de transferido da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio. 

O depoimento de Cabral será colhido pelo juiz Ali Mazloum, que atua como auxiliar do gabinete de Gilmar. 

Acontecerá no Tribunal Regional da 2ª Região, no Centro do Rio. O ministro não autorizou a entrada de jornalistas. 

O vídeo do depoimento será enviado a Gilmar Mendes, que, além de ter aberto o inquérito, também é o seu relator.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, chegou a pedir o arquivamento imediato do inquérito aberto por Gilmar. Ela alegou que não se vislumbrava "qualquer viabilidade jurídico-constitucional" na sua tramitação no Supremo.
Raquel Dodge alegou que a lei não permite que um ministro determine a abertura de inquérito sem que isso tenha sido pedido pelo Ministério Público. 
Também afirmou que o ministro não poderia dar a si mesmo a relatoria do caso e alegou não haver no processo a presença de autoridade com foro privilegiado para que a investigação corra no Supremo. 
A procuradora alegou ainda que já há uma investigação no Paraná sobre os mesmos fatos.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj