Estudante morta em Nova Iguaçu foi vítima de asfixia

quarta-feira, 11 de abril de 2018
Patrícia Mitie Koike, de 22 anos, foi morta após ser espancada

Redação Rio Alerta


Exames constataram que a estudante Patricia Mitie Koike, de 22 anos, foi morta por asfixia. Antes de ser enforcada, ela também foi agredida pelo assassino. 


Namorado da vítima, o estudante de Medicina Altamiro Lopes dos Santos Neto, de 21, foi preso na terça-feira, em Nova Iguaçu, e é o único suspeito. 

A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense investiga o crime. 

Altamiro foi preso enquanto dirigia com a vítima no banco do carona, em Nova Iguaçu. 

À Polícia Civil, ele admitiu que espancou a namorada e disse que estava tentando socorrê-la para o hospital. 

O suspeito teria lavado o corpo da vítima, que tinha vários ferimentos na cabeça e em outras partes do corpo. 

No Hospital Geral de Nova Iguaçu, para onde foi levada, de acordo com a especializada, foi constatado que a jovem já estava morta "há muito tempo". 

O estudante foi autuado em flagrante por homicídio e ocultação do cadáver.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj