PM é morto a tiros em posto de combustíveis na Zona Norte

segunda-feira, 2 de abril de 2018
Subtenente Marcílio de Melo Ferreira, 54 anos, entrou na Polícia Militar em 1987

Redação Rio Alerta

Um policial militar foi morto a tiros, na madrugada desta segunda-feira, em um posto de combustíveis na Estrada Intendente Magalhães, em Marechal Hermes, na Zona Norte. 

O crime aconteceu por volta das 5h enquanto o subtenente Marcílio de Melo Ferreira, de 54 anos, estava abastecendo uma Kombi, segundo relato de testemunhas. 

Três suspeitos acabaram presos após o assassinato. 

O PM, o 31º vítima da violência no Rio, tinha pedido reforma no começo do ano. De acordo com informações iniciais, os criminosos anunciaram um assalto e, em seguida, atiraram contra o policial. Os bandidos teriam usado a própria arma do policial para matá-lo. 

O subtenente chegou a ser socorrido ao Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, mas não resistiu e morreu. 

A mulher do PM ajudou no socorro. 

O casal é conhecido no bairro, e ela foi chamada pelos funcionários do posto.

Os três criminosos fugiram do local em uma HB20 amarela e acabaram presos por policiais do 9º BPM (Rocha Miranda). 
Inicialmente, a pistola do policial não foi encontrada. Após buscas, ela foi achada próximo a um muro da Base Aérea do Campo dos Afonsos.
A PM chegou ao local e isolou a cena do crime. A Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital) foi acionada, realizou a perícia e ouviu testemunhas. Imagens de câmeras devem ser solicitadas.
Marcílio era lotado no 16º BPM (Olaria), casado e deixa seis filhos. Ele estava na corporação há mais de 30 anos, já que entrou em 1987. 
O subtenente pediu reforma no começo do ano. De acordo com amigos, ele não estava mais aguentando a violência na cidade.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj