Caminhoneiros do Rio querem mais desconto no diesel e no pedágio

terça-feira, 29 de maio de 2018
Caminhoneiros ainda ocupam trecho da Rodovia Presidente Dutra, em Seropédica, Rio de Janeiro

Redação Rio Alerta


A maior concentração de caminhoneiros no Estado do Rio de Janeiro, às margens da BR-116, no trecho da Rodovia Presidente Dutra, no município de Seropédica, parece não ceder à proposta de acordo do governo e aos apelos de suas próprias entidades de classe. 


No emaranhado de caminhões, em um grande pátio de um posto de combustíveis, todos os motoristas ouvidos pela reportagem, nesta segunda-feira, demonstraram não estarem totalmente atendidos em suas reivindicações.

As principais demandas, repetidas por quase todos, é um maior desconto no óleo diesel, além dos R$ 0,46 dado pelo governo, e por um período maior, de seis meses a um ano, e não por apenas 60 dias, e a garantia de um preço mínimo no chamado frete de retorno. Também reclamaram muito do valor do pedágio cobrado nas estradas, que chega a representar 10% do valor do frete.
Antônio Marcos da Silva, conhecido no local como Mosquito, diz que é contra voltar ao trabalho: “Se parar a greve agora, como está, será uma derrota. Porque não alcançamos o que queríamos”.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj