Escolas municipais terão aula normalmente nesta quarta

quarta-feira, 30 de maio de 2018
Apesar de a média da frequência dos alunos ter sido abaixo do normal, apenas seis (0,4%) escolas municipais não abriram nesta terça-feira

Redação Rio Alerta


As escolas municipais do Rio vão funcionar normalmente nesta quarta-feira, segundo informou o Secretário da Casa Civil, Paulo Messina, após reunião do gabinete de gerenciamento de crise da Prefeitura do Rio, no Centro de Operações Rio (COR). 


Ainda de acordo com Messina, cerca de 99% das unidades de ensino público do município tiveram aulas nesta terça-feira, sendo que 13%, com funcionamento parcial. 

Apesar de a média da frequência dos alunos ter sido abaixo do normal, apenas seis (0,4%) escolas municipais não abriram. 

Para os próximos dias, o abastecimento de merenda das unidades foi garantido pelas empresas fornecedoras da Secretaria Municipal de Educação.

Em relação aos transportes da cidade, representantes do Consórcio BRT informaram que o BRT já está com operação normalizada nos serviços Transcarioca e Transolímpica, apesar de restrições em trecho da Transoeste, por questões de segurança. 

Segundo informações da Rio Ônibus, os ônibus convencionais operam com 71% de capacidade e, se mantida a continuidade da operação de abastecimento de combustível, as empresas de transporte já têm condições de normalizar o serviço.

A continuidade destes serviços está sendo possível por conta das contingências adotadas pela Prefeitura do Rio e pelas escoltas de transporte das cargas de combustível realizadas pela Secretaria Estadual de Segurança Pública. 
O Rio segue em Estágio de Atenção desde as 16h30 da última sexta-feira, devido aos impactos dos bloqueios em rodovias nas operações da cidade. Dessa forma, as equipes do município seguem de prontidão para tomar ações contingenciais até que os serviços de infraestrutura urbana sejam totalmente normalizadas.
Coleta de lixo
Além da coleta domiciliar, a Comlurb retomou a normalidade de seus serviços, regularizando operações como a coleta seletiva, a remoção gratuita e a poda de árvores.
Unidades municipais de saúde
A Secretaria Municipal de Saúde segue monitorando a situação, com plano de contingência em curso para racionalizar o uso dos recursos disponíveis.
Os hospitais estão abastecidos com insumos e medicamentos e a alimentação dos pacientes, acompanhantes e profissionais é servida com adequações no cardápio. 
A falta de recursos humanos – devido à dificuldade de locomoção e uso do transporte público – que chegou a 30%, já está bem reduzida. 
Embora ainda se priorize o atendimento dos casos de urgência e emergência, alguns procedimentos eletivos dos pacientes internados já voltaram a ser realizados.
Na Atenção Primária, todas as mais de 230 unidades de saúde funcionaram nesta terça-feira, mas ainda são registradas faltas em torno de 50% dos funcionários que dependem de transporte público. 
Há dificuldade na realização de exames cujas amostras precisam ser enviadas para laboratórios, sendo então priorizados os exames mais importantes. O transporte sanitário (de pacientes) atendeu hoje 50% de sua demanda, com previsão de aumentar os serviços nos próximos dias.
Ordem pública
No que diz respeito a ordem pública, o secretário Paulo Amendola informou, nesta terça-feira, que o Centro de Operações Rio (COR), a Guarda Municipal e a Defesa Civil continuam de prontidão para atuar nos reflexos da greve dos caminhoneiros, contribuindo para a manutenção de serviços essenciais da Prefeitura do Rio, como a coleta de lixo. 
A cidade segue em Estágio de Atenção.
Além do apoio da Guarda Municipal na escolta de caminhões da Comlurb, com equipes de prontidão para essa demanda, o secretário de Ordem Pública destacou ainda a integração da Seop com os órgãos de segurança pública, especialmente a Polícia Militar, que tem auxiliado, sempre que acionada, nos esquemas de proteção nas ruas a equipes oficiais da Prefeitura.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj