Presos por aplicar golpes do falso sequestro

quinta-feira, 24 de maio de 2018
Com os presos, polícia achou arma e produtos comprados após golpes

Redação Rio Alerta


A Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) prendeu, dois homens que roubavam veículos para revender a traficantes e praticavam falsos sequestros com a ajuda de um presidiário. 


Foram presos em flagrante, em Rocha Miranda, Jackson de Souza e Maycon da Silva. Já o detento Fábio da Silva Ramiro, também conhecido pelos apelidos Da Nike e Chora Chora, agia de dentro de uma cela do presídio Hélio Gomes, em Magé. 

De acordo com o delegado da especializada, Alessandro Petralanda, o trio fez dezenas de vítimas. "Monitoramos as ligações telefônicas por quatro meses. 

Nesse tempo, eles roubavam carros e revendiam a traficantes do morro da Pedreira por R$ 2,5 mil. Também pegavam o dinheiro e joias do falso sequestro que era simulado por telefone de dentro do presídio", afirmou. 

Entre as vítimas do falso sequestro estavam idosos e adolescentes. "Os valores pagos chegavam a R$ 5 mil ou com joias. 

Não temos como contabilizar o número de vítimas, mas foram várias", acrescentou o delegado.

Nas interceptações telefônicas ficou claro que Da Nike ameaçava as vítimas a pagarem por falsos sequestros, onde Jackson e Maycon iam buscar o resgate. Com Jackson, durante sua prisão, foi encontrado um revólver, além de celulares. Também foi apreendido eletrodomésticos lacrados comprado com o dinheiro dos crimes.
Após a prisão de Jackson e Maycon, a Secretaria Estadual de Administração de Penitenciária foi acionada. 
Agentes realizaram, então, uma revista na cela de Da Nike, onde acharam o celular usado nas extorsões. 
Ele está preso desde 2013 e possui anotações criminais por extorsão, roubo com arma de fogo, tráfico de drogas, receptação e posse ilegal de arma de uso restrito. Sua primeira prisão foi há 10 anos e ele tinha atuação na área do Méier.
Somadas, as penas para os crimes dos outros dois presos ultrapassam 20 anos.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj