Produção de montadoras é paralisada por falta de peças no Sul Fluminense

quinta-feira, 24 de maio de 2018
Caminhoneiros protestam contra elevação no preço do diesel na rodovia BR-040, em Duque de Caxias, no Rio

Redação Rio Alerta


A greve dos caminhoneiros obrigou a Nissan a paralisar suas linhas de produção nesta quarta-feira em sua fábrica, no Sul do Estado. 


A falta de peças foi o motivo da parada das máquinas. Outra montadora sediada em Resende, a MAN Latin America, já havia interrompido a produção na terça. 

Os efeitos da crise também estão sendo sentindo por outras indústrias do Sul Fluminense, que devem passar a dar folgas a seus funcionários. 

Em nota à imprensa, a Firjan informou que “estão se agravando os reflexos sobre a indústria”. Segundo a nota, no Estado do Rio há casos críticos, como na indústria de alimentos: “no Sul Fluminense, por exemplo, fornecedores da indústria de laticínios estão descartando a produção de leite devido aos bloqueios nos transportes de carga. 

No Centro-Sul, frigoríficos de aves também não estão conseguindo escoar a produção”. Além de hortifrutis, os setores de bebidas e indústria de vidro também estão sendo afetadas. 

De acordo com empresários do ramo, há risco de perdas de equipamentos, devido à paralisação repentina de produções.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj