MP e Prefeitura do Rio fazem ação para desocupar depósitos ilegais no Centro

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Redação Rio Alerta


O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Prefeitura do Rio realizaram uma operação, na manhã desta quarta-feira, para desocupar depósitos ilegais que funcionam no Centro do Rio. 


As ações aconteceram na Praça Tiradentes e nas ruas Visconde de Rio Branco, Regente Feijó e Constituição. 

O objetivo da ação é a desocupação de imóveis no Centro que estavam abandonados e foram ocupados ilegalmente para servirem como depósitos irregulares de mercadorias para vendedores ambulantes.

Segundo o MP, um dos imóveis — localizado no número 33 da Rua Visconde de Rio Branco — foi transformado em um galpão, repartido em dezenas de baias de madeirite, com fiação exposta, vários botijões de gás, vazamentos de água e telhado quebrado. Ambulantes relataram pagamentos semanais de R$45 a R$80 para armazenar um isopor ou carrinho no local. 
Apesar das condições impróprias, alimentos perecíveis eram armazenados ao ar livre, sem qualquer acondicionamento. 
Além de bebidas e alimentos, em um dos depósitos também foram recolhidos dispositivos eletrônicos como pen-drives, carregadores e brinquedos. O MP investiga os responsáveis por receberem os pagamentos.
Para o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Defesa ao Meio Ambiente (GAEMA/MPRJ), o promotor de Justiça Marcus Leal, a ocupação irregular de imóveis em condições precárias é um risco para a segurança da população de todo o entorno. 
“O Centro da Cidade do Rio de Janeiro é integrado por inúmeros imóveis antigos, muitos, inclusive, tombados, atualmente ocupados irregularmente e clandestinamente, com destinação de usos múltiplos. 
Esse cenário gera alto risco de acidentes, com reflexos diretos na integridade física das milhares de pessoas que circulam diariamente no local, além, obviamente, ao patrimônio cultural da Cidade”, disse.
Participaram da ação a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), agentes da Guarda Municipal (GM-Rio), da Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), a Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) e a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), além da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), Comlurb e Vigilância Sanitária.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj