Suspeito de matar a ex-namorada é preso em Barra do Piraí

terça-feira, 3 de julho de 2018
Johanna Cristina Cerqueira, de 19 anos, foi estrangulada, pois não queria reatar o relacionamento

Redação Rio Alerta


Foi preso, na tarde desta segunda-feira, Jhonatan Nunes Lima de Souza, de 24 anos, suspeito de estrangular a ex-namorada Johanna Cristina Cerqueira, de 19 anos, em Barra do Piraí, no Sul Fluminense. 

O crime aconteceu na noite do último domingo no pátio da Estação Ferroviária, na região central da cidade. 

Segundo a Polícia Civil, o homem não aceitava o fim do relacionamento.

Nesta terça-feira, a Polícia Civil divulgou as imagens de uma câmera de segurança que mostra o momento que a vítima é levada pelo ex-namorado ao local do crime, pouco tempo antes de ser assassinada. 
Os investigadores disseram que o homem ficou no local por uma hora e meia, e depois saiu sozinho. 
Através destas imagens, o suspeito foi identificado e preso em casa na tarde de segunda-feira. Na delegacia, Jhonatan confessou o crime e confirmou que teve um breve relacionamento com a vítima. 
Ainda em depoimento, o rapaz contou que matou a estudante de odontologia após ela não querer continuar a relação.
De acordo com o delegado Wellington Vieira, titular da 88ª DP (Barra do Piraí), o caso foi registrado como feminicídio — quando a vítima é morta apenas por ser mulher. "O feminicídio é uma qualificadora do crime de homicídio. 
Quando um homem mata uma mulher por questão de gênero. Essa é uma lei nova que tem um ano aplicada, e será aplicada nesse crime", lembra o delegado. 
"Conseguimos depoimentos de que ela havia ido a um baile e nesse local eles tiveram uma forte discussão. Após isso ele a matou", completa Vieira.
Se condenado, o Jhonatan pode pegar de 12 a 30 anos de prisão. O corpo da vítima foi sepultado na manhã desta terça no Cemitério Municipal Santa Rosa.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj