'Poderia ter sido eu', diz motorista de ônibus atingido por disparos durante tiroteio no acesso à Ponte Rio-Niterói

segunda-feira, 20 de agosto de 2018
Perseguição seguida de tiroteio deixou mortos na Ponte Rio-Niterói

Redação Rio Alerta


Passageiros e motorista de um ônibus da Linha 3221 D (Alcântara-Botafogo) viveram momentos de pânico no fim da madrugada desta segunda-feira. 


O veículo ficou no meio do tiroteio entre policiais e criminosos em um dos acessos à Ponte Rio-Niterói e foi atingido por pelo menos 14 disparos. 

Uma passageira levou tiro de raspão na perna. No confronto, seis bandidos morreram e um PM foi baleado. 

Por volta das 4h50 da madrugada, o ônibus da Viação Fagundes seguia na Alameda São Boaventura quando o motorista avistou um carro modelo Honda HRV branco dando ré em direção ao coletivo. No veículo, estavam criminosos que trocavam tiros com policiais e tentavam se proteger. 

Marco Antônio de Jesus Silva, motorista do ônibus, disse que um dos tiros atravessou o para-brisa e quase o atingiu no rosto. "Por pouco poderia ter sido eu".
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj