Acusado de matar motorista de aplicativo se entrega na Bahia

domingo, 9 de setembro de 2018
Disque Denúncia divulgou cartaz pedindo informações sobre o paradeiro do acusado

Redação Rio Alerta


Acusado de matar um motorista da Uber no último dia 22, em Mesquita, na Baixada Fluminense, Deviano Fernandes Lima, de 25 anos, está preso no Conjunto Penal de Vitória da Conquista, na Bahia. 


Ele foi capturado no sábado, após ligar para o 190 e confessar o crime. Segundo policiais da 77ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Vitória da Conquista, o criminoso marcou um ponto de encontro para se entregar, e estava com a esposa e o filho no momento da captura. "Inicialmente, pensamos que fosse um trote. 

Mas fomos até o local combinado e contatamos que a informação era verídica. 

Ele disse que havia matado dois homens no Rio, e atribuiu o crime a problemas decorrentes de surto psicótico. 

Ele estava muito machucado, e disse que foi agredido por integrantes de uma facção do Rio", contou a cabo Barreto, da 77ª CIPM. 

Os agentes cumpriram o mandado de prisão pela morte de Sérgio Lima Dias Júnior. de 32 anos. 

No dia 22 de agosto, a vítima atendeu ao chamado de uma corrida solicitada por Deviano. O trajeto seria entre as cidades de Mesquita e Nova Iguaçu. 

Desde então, o motorista de aplicativo não foi mais visto. 

Segundo agentes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Deviano participou diretamente do homicídio e abandonou o corpo no trajeto entre os estados do Rio e de São Paulo. 

O corpo da vítima ainda não foi encontrado. 

De acordo com a DHBF, a prisão do bandido "permitirá o aprofundamento da investigação e localização do corpo". 

Antes de ser preso, Deviano Fernandes Lima passou pelos estados de São Paulo, Espírito Santo e Bahia. 

Na tentativa de capturá-lo, policiais da DHBF trocaram informações com agentes da Polícia Civil de São Paulo, nas cidades de Lorena e Caçapava, do Espírito Santo, no município de Serra, e do Ceará. "Ele deve ter percebido que o cerco estava se fechando e decidiu se entregar", comentou a cabo Barreto, da 77ª CIPM. 

Segundo a Polícia Civil do Rio, Deviano Fernandes Lima tem passagens por porte de arma, estupro e tentativa de homicídio. Os crimes foram cometidos em diferentes estados.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj