'Estamos nas mãos dos bandidos', diz filha de mulher baleada no Pechincha

sexta-feira, 28 de setembro de 2018
Analista de sistemas foi baleada em tentativa de assalto no Pechincha. Ela seguia para dar doces ao lado da filha de 8 anos

Redação Rio Alerta


A analista de sistema Dwala Fontoura Costa, de 38 anos, baleada em seu carro em uma tentativa de assalto ao lado da filha de 8 anos no Pechincha, na Zona Oeste do Rio, na noite de ontem, recebeu alta na madrugada desta sexta-feira. 


A bala entrou pelo ombro esquerdo e se alojou no peito, de forma superficial, mas não foi retirada porque uma cirurgia traria riscos. 

A filha mais velha da vítima falou que a mãe não percebeu a aproximação dos criminosos. "Minha mãe me contou que a minha irmã estava no banco de trás e quando ela se virou para falar com ela, dois homens em uma moto falaram alguma coisa. 

Como o carro, um Honda HRV, tem os vidros bem escuros, ela acha que os bandidos pensaram que ela fosse reagir. 

Eles atiraram e acertaram no ombro esquerdo dela, fugindo em seguida", narrou a estudante de jornalismo Júlia Fontoura, de 21 anos, reforçando que os bandidos não levaram nada. Após o disparo, algumas pessoas que estavam na rua correram e retiraram a menina do carro para ela não ver a mãe ferida e ligaram para o Corpo de Bombeiros.

Mãe e filha seguiam para dar doces por conta do dia de São Cosme e São Damião, mas a violência interrompeu a tradição da família. 

"A violência está piorando a cada dia. A gente pensa que nunca vai acontecer com a gente. 

Não acredito na intervenção, só está piorando. Estamos nas mãos dos bandidos", criticou Júlia. 

A vítima foi socorrida por agentes do Corpo de Bombeiros do quartel de Jacarepaguá e levada ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra. Dwala foi transferida por volta da meia-noite para o Hospital Barra D'Or, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. 

Na unidade particular de saúde, ela foi atendida por um ortopedista e por um cirurgião geral, recebendo alta por volta das 3h desta sexta-feira.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj