MPF solicita informações a 30 museus sobre planos emergenciais

sábado, 29 de setembro de 2018
Museu Nacional pegou fogo no dia 2 de setembro

Redação Rio Alerta


Rio - Três semanas e meia depois do incêndio que destruiu parte do Museu Nacional, o Ministério Público Federal (MPF) encaminhou ofício a 30 instituições sob a responsabilidade do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) solicitando informações.

A solicitação se refere aos planos de gerenciamento de riscos, prevenção de combate a incêndios e situações de pânico, além da existência de autos de vistoria do Corpo de Bombeiros. 

O pedido inclui o Museu da Abolição, em Recife (PE), o Museu Imperial, em Petrópolis (RJ), e o Museu da Inconfidência, em Ouro Preto (MG). 

Segundo o MPF do Rio, o Grupo de Trabalho do Patrimônio Cultural reuniu informações sobre os gestores responsáveis pelas 30 instituições, dados de tombamento dos museus e a existência ou não de procedimentos extrajudiciais ou judiciais em curso. 

A partir das respostas e análises, as informações completas sobre as edificações serão enviadas aos procuradores da República que atuam na tutela do patrimônio cultural. 

O MPF poderá propor ações, instaurar procedimentos de acompanhamento, termos de ajustamento de conduta (TACs), que visem à efetiva implementação dos planos de salvaguarda dos prédios e dos respectivos acervos.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj