UFRJ começa contratações para Museu mesmo sem ter recebido recursos

segunda-feira, 10 de setembro de 2018
Área segue sob investigação da perícia da Polícia Federal

Redação Rio Alerta

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) iniciou as contratações emergenciais para reconstrução do Museu Nacional, apesar de ainda não ter recebido os R$ 10 milhões do Ministério da Educação (MEC). 


Os recursos serão destinados a ações emergenciais que incluem a cobertura e o reforço da estrutura do prédio para possibilitar o resgate do acervo A instituição contratou a instalação de tapumes que irão proteger o entorno do edifício, impedindo o acesso de pessoas não autorizadas. 

“(Os recursos) não estão na conta, mas já estamos fazendo as contratações independentemente disso porque já há a garantia que esses recursos serão repassados”, disse o diretor administrativo do Museu Nacional do Rio de Janeiro, Wagner William Martins.

“Nesse momento, a área ainda se encontra sob investigação da perícia da Polícia Federal, mas ainda têm questões de segurança para acessibilidade das áreas. 

Isso que está sendo focado. 

Estabilidade para o início dos trabalhos de resgate”, explica Martins. Entre as ações emergenciais estão incluídos, de acordo com ele, o escoramento das lajes que não desabaram e a cobertura para proteger o local de chuvas. 

O MEC confirma que ainda não repassou os recursos e diz que aguarda o termo de referência que será enviado pela UFRJ. 

A data final para que isso ocorra é nesta segunda-feira. 

A UFRJ diz que cumprirá o prazo. O termo servirá de referência para a contratação de empresas para realizar as ações emergenciais. 

Segundo Martins, como a contratação de tapumes precisa de um “termo de referência mais simples”, a empresa já foi contratada.
 
TV RIO ALERTA © 2012-2018 |:Rio Alerta Comunicação Rj